Language   
Simple list
Show Filters
Language
Song Itinerary
Date

Author Cancioneiro do Niassa

Remove all filters

Ei-los que partem

Anonymous
‎[Tra la fine anni 60 e l’inizio dei 70]‎
Una delle “Canções do Niassa”, raccolta delle canzoni e dei ‎fado composti dai soldati portoghesi che alla fine degli anni 60 il regime fascista portoghese spedì ‎in Mozambico (Niassa è una delle sue province) a difendere l’impero minacciato dagli ‎indipendentisti del Frente de Liberación Mozambiqueño (Frelimo)…‎
Ho preferito attribuire la canzone ad anonimo perché non mi pare che faccia parte del ‎‎Cancioneiro già presente sulle CCG.‎
La musica dovrebbe essere quella dell’omonima canzone di Manuel Freire dedicata all’emigrazione ‎portoghese.‎


Cancioneiro do Niassa é um conjunto de letras adaptadas à música de fados e de canções, escritas ‎entre 1967 e 1973 por militares portugueses que cumpriram a sua comissão no Niassa, noroeste de ‎Moçambique, combatendo os guerrilheiros nacionalistas da Frelimo. O Cancioneiro do Niassa é, ‎por isso, um... (Continues)
Ei-los que partem, olhos molhados
(Continues)
Contributed by Bartleby 2012/2/24 - 09:51

Lá lá lá do Lunho

Sull'aria di "Lá lá lá" (canzonetta concorrente per il Portogallo all'Eurofestival del 1972). L'autore è stato individuato nel soldato Joaquim Correia. Per Lunho si veda Hino do Lunho.

"O Cancioneiro do Niassa é uma colectânea de fados e canções centrados na vida dos militares portugueses colocados na região do Niassa, Moçambique durante a Guerra Colonial nos finais da década de 60. Constituem maioritariamente adaptações das letras de melodias em voga na altura e retratam uma visão humorística e sarcástica da própria guerra. As letras foram elaboradas essencialmente pelos próprios militares tendo sido efectuadas algumas gravações privadas que foram circulando rápida e clandestinamente entre os militares de outras zonas da guerra."
pt.wikipedia

Il "Cancioneiro do Niassa" è una raccolta di fados e canzoni incentrare sulla vita dei militari portoghesi di stanza nella regione del Niassa, in... (Continues)
Eu canto p’r’a minha terra,
(Continues)
Contributed by Riccardo Venturi 2007/3/9 - 17:00
Downloadable! Video!

O turra das minas

Sull'aria di "Júlia florista" di Max. L'autore è stato individuato nel soldato Jorge Ferreira.

"O Cancioneiro do Niassa é uma colectânea de fados e canções centrados na vida dos militares portugueses colocados na região do Niassa, Moçambique durante a Guerra Colonial nos finais da década de 60. Constituem maioritariamente adaptações das letras de melodias em voga na altura e retratam uma visão humorística e sarcástica da própria guerra. As letras foram elaboradas essencialmente pelos próprios militares tendo sido efectuadas algumas gravações privadas que foram circulando rápida e clandestinamente entre os militares de outras zonas da guerra."
pt.wikipedia

Il "Cancioneiro do Niassa" è una raccolta di fados e canzoni incentrare sulla vita dei militari portoghesi di stanza nella regione del Niassa, in Mozambico, durante la guerra coloniale alla fine degli anni '60. In maggior parte si tratta... (Continues)
O turra das minas
(Continues)
Contributed by Riccardo Venturi 2007/3/9 - 16:57
Downloadable! Video!

Hino do Lunho

Scritta sulla struttura, e cantata sul motivo, de Os vampiros di José "Zeca" Afonso.
Sono tramandati anche gli autori: il soldato semplice Herculano do Carvalho ed altri suoi commilitoni.

"O Cancioneiro do Niassa é uma colectânea de fados e canções centrados na vida dos militares portugueses colocados na região do Niassa, Moçambique durante a Guerra Colonial nos finais da década de 60. Constituem maioritariamente adaptações das letras de melodias em voga na altura e retratam uma visão humorística e sarcástica da própria guerra. As letras foram elaboradas essencialmente pelos próprios militares tendo sido efectuadas algumas gravações privadas que foram circulando rápida e clandestinamente entre os militares de outras zonas da guerra."
pt.wikipedia

Il "Cancioneiro do Niassa" è una raccolta di fados e canzoni incentrare sulla vita dei militari portoghesi di stanza nella regione del Niassa,... (Continues)
No céu cinzento, sob o astro mudo
(Continues)
Contributed by Riccardo Venturi 2007/3/9 - 12:07




hosted by inventati.org