Lingua   

Canta

Luís Cília
Lingua: Portoghese


Ti può interessare anche...

Soldadim catrapim
(António Pedro Braga)
Día de fiesta
(Adolfo Celdrán)
A Bola
(Luís Cília)


[1964]
Album "Portugal-Angola - Chants de Lutte", poi rieditato nel 1970 con il titolo "Meu país"
Parole del poeta Daniel Filipe.

Testo trovato sulla pagina ufficiale di Luís Cília
Canta
Pássaro azul de asas inúteis
Tua sede de sonho e horizonte.

Canta peixe cativo,
Olha á volta da célula de vidro
O mundo e a liberdade proibida.

E vós novos escravos,
Erguei muros de pedra e confusão
E encerrai-vos serenos e vazios,
No circulo da própria solidão.

Há-de chegar a hora construída
Dos jardins,
Rosas brancas,
Sol aberto.

Entretanto
Basta saber-vos
Indefesos sorrindo
Em angústia recortados.

inviata da Alessandro - 10/11/2009 - 09:44



Pagina principale CCG

Segnalate eventuali errori nei testi o nei commenti a antiwarsongs@gmail.com




hosted by inventati.org