Lingua   

Canção do camponês

Fernando‎ Lopes-Graça
Lingua: Portoghese


Ti può interessare anche...

Le chômage
(Marcel Mouloudji)
As balas
(Adriano Correia de Oliveira)


Versi di Arquimedes da Silva Santos (1921-), psichiatra infantile, poeta neo-realista.
Musica di Fernando Lopes-Graça, in una delle varie stesure successive del suo work in progress sulla resistenza alla dittatura salazarista e sulla Rivoluzione intitolato “Canções Heróicas”

Adeus trigo, ai, adeus trigo,
depois de ceifado, adeus:
amanho-te e não mastigo,
ai, nem eu, nem eu nem os meus.

O escravo da campina
ouve o motor do trator
Com ele mudas a sina –
da terra és conquistador!

Searas cor de sol posto,
meu mar alto de aflição
enche-o com suor do rosto,
ai, em troca falta-me o pão.

O escravo da campina
ouve o motor do trator
Com ele mudas a sina –
da terra és conquistador!

Ai campos, como os meus olhos,
rasos de água tanta vez:
foram-se espigas nos molhos,
ai, vem fome para o camponês.

O escravo da campina
ouve o motor do trator
Com ele mudas a sina –
da terra és conquistador!

inviata da Bernart Bartleby - 24/9/2015 - 13:38


Pagina principale CCG

Segnalate eventuali errori nei testi o nei commenti a antiwarsongs@gmail.com




hosted by inventati.org