Lingua   

De serra, de terra e de mar

Geraldo Vandré
Lingua: Portoghese


Ti può interessare anche...

Cala a boca, Bárbara
(Chico Buarque de Hollanda)
Aroeira
(Geraldo Vandré)
Menino das laranjas
(Geraldo Vandré)


[1968]
Scritta da Geraldo Vandré con Théo de Barros ed Hermeto Pascoal
Nel disco “Canto geral”

Canto geral
Canto geral

“Ho sempre voluto essere felice, ho sempre voluto soltanto cantare, portare a tutti quanti la voglia di abbracciarsi… Ma poi un giorno tutto cambiò, la vita si trasformò e così la nostra canzone.”

Forse la vicenda umana ed artistica di Geraldo Vandré sta tutta in questi versi…
Eu sempre quis ser contente
Eu sempre quis só cantar
Trazendo pra toda gente
Vontade de se abraçar.
Eu tinha no sol mais quente
A terra pra me alegrar
E a serra florando em frente
Lavava os seus pés no mar.
E não era de ser feliz
Não era de só cantar
Quem tinha tudo o que quis.
Se era pouco o que a gente tinha
Por pouco porém convinha
A vida inteira trocar.
Mas um dia tudo mudou
A vida se transformou
E a nossa canção também.

inviata da Bernart Bartleby - 17/11/2014 - 15:13



Pagina principale CCG

Segnalate eventuali errori nei testi o nei commenti a antiwarsongs@gmail.com




hosted by inventati.org